Muitos a procuram nas ruas, nos bares, nos cabarés, nas igrejas, na sua própria casa e, por mais que queiram não a encontrarão a felicidade, pois, “você é a única pessoa habilitada a mudar o destino da sua felicidade”.

Mesmo que muitos interpretem a felicidade com a última palavra como uma utopia, por mais que tenhamos uma conotação muito forte do materialismo imposto pela ganância da acumulação dos tempos atuais, ainda que lembrada em vários momentos da nossa vida ou mesmo numa última palavra dita antes do fim, sempre temos a felicidade como o grande objetivo de nossas vidas.

Por mais que você invista em situações materiais, que ajudam muito, porém são nas pequenas coisas que pode estar guardado o segredo desta magia inexorável e inexplicável, de busca por algo incompreensível, mas que podemos sentir que se chama felicidade.

Tem gente que vê a felicidade em cada manhã, recolhida no silêncio de uma cidade paradisíaca, quebrada apenas pelo ruído característico da natureza e pelos pássaros que visitam, buscando o seu presente, talvez um pouco de alpiste. Assim a natureza faz sua parte para sermos felizes. Tem outros que vivem para perseguir a felicidade, cometendo erros e acertos com a única intenção de serem felizes. Mas morrem antes de conseguir, parece.

Claro: temos momentos felizes. Mas a felicidade como uma constante… não acontece. A gente conquista algo, fica feliz e logo nos vêm novas preocupações e, de novo, estamos correndo atrás daquela boa sensação. É quase um vício (ou, talvez, uma obrigação). É mais fácil estar do que ser feliz. Repare bem.

            Que desde já o espírito do Ser Supremo faça sua morada em cada família, tão maltratada nos últimos tempos e em cada atitude do nosso dia-a-dia. Que esqueçamos as mentiras e enterremos o orgulho, as mágoas uns dos outros com um afetuoso abraço, e que esta humildade nos acompanhe pelas horas de cada turno.

            Desta forma você pode dizer que é uma pessoa em equilíbrio na busca da felicidade. Faça isso esta semana e verás a grande diferença. “Você é a única pessoa habilitada a mudar o destino da sua felicidade”. E credite no final das nossas vidas podemos dizer esta última palavra: felicidade existe sim.

Até a próxima!